Eu e as revistas de moda

As revistas aliam minha paixão por moda e leitura em uma coisa só, e não é à toa que vivo no meio de muitas delas. Das capas aos editoriais, às matérias, sou fã das revistas especializadas em moda, gosto de ler sobre tendências, entendê-las, o que é sempre muito válido, e analisar diferentes opiniões sobre um mesmo assunto.

Meu apreço pelas ‘fashion magazines’ aumentou ainda mais depois que eu criei o blog, me sinto no dever de me informar, e criar posts pra vocês sobre assuntos que eu goste de falar, e que eu saiba desenvolvê-los bem, pois não há nada pior do que perceber que você está sendo enrolado o texto inteiro, por uma pessoa que não leu uma vírgula do que postou (crítica de leitora de blog), e como estudante de Jornalismo (começo no mês que vem, mas já me considero uma). Meu olhar crítico relacionado à tudo que leio está mais apurado.

Assim como muitas vezes julgo um livro pela capa, com as revistas a coisa não é muito diferente, adoro capas com peças coloridas, muitos acessórios, acho que enriquece mais do que um fundo muito elaborado, e muitas vezes compro sim, uma revista pela capa (quem nunca?). Sou muito crítica em muitos aspectos, e agora que estou estudando sobre layouts e diagramação de revistas, sou ainda mais, algumas revistas estão deixando um pouco a desejar nesse quesito! Os designers estão de olho!

Quem acompanha o blog há algum tempo, deve ter percebido que sou apaixonada por editoriais. Acho que não há nada mais glamouroso em uma revista do que seus editoriais, cada ‘história’ que é contada a partir das peças, do cenário, e da postura da modelo, é encantador, sou fã!

Por fim, as revistas de moda são ótimas para quem quer estar atualizada com as passarelas e outros aspectos do cíclico universo da moda. Mas o que sempre vale ressaltar é que muitas vezes a ‘moda’ que é mostrada nas páginas das famosas Vogue, Elle, Harper’s Bazaar e afins, não é condizente com a nossa realidade. Usar uma roupa ou acessório com milhares de $$$ não significa que a criatura entende de estilo, então não nos deixemos cair na idiotice de querer ter aquilo que não podemos. Estilo não é uma questão de cifras, e sim de criatividade, liberdade de expressão.

Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Eu e as revistas de moda

  1. Caroline Fragoso disse:

    Eu já tinha percebido seu amor pelas revistas de moda e principalmente pelos editoriais.
    Eu também sou apaixonada por editoriais, tanto que acho super difícil fazer posts sobre eles de forma a descrever toda a minha paixão pelas fotos, modelos, looks e enfim, o conjunto todo equilibrado que produz um editorial.
    Agora eu queria saber se tu faz assinatura de todas as revistas ou compra só os números que quer. Eu inventei de comprar umas Vogues algumas vezes e é tipo, incrível, claro. Mas tudo lá dentro é tão caro que sinceramente não condiz com a realidade de quase ninguém, principalmente a grande massa de blogueiras de moda que pertence à classe média/média-alta e não pode com esse tipo de gasto.
    Eu tenho vontade de assinar a Haper’s Bazaar. Será que eu devo?
    Post super completo e explicativo, amei. Beijo.

    • Editoriais de moda são só amor! Eu estou pretendo fazer um mural no meu quarto só com eles.
      Não assino todas as revistas, a única revista que eu já fui assinante foi a Gloss, que é uma revista super interessante, básica e com produtos e peças mais acessíveis à nossa realidade. Desde o início desse ano não sou mais assinante, mas pretendo voltar logo, adoro a revista!
      Comecei a ler Vogues, Elles e afins no início do ano passado, compro só os números que julgo interessantes. Adoro as de moda revistas espanholas e a partir de agora as americanas, minha coleção delas só está aumentando. Por mais que as revistas mais famosas tenham todo aquele glamour muitas vezes incompatível com a nossa realidade, se você realmente gosta de moda, quer entender mais sobre as tendências, gostar muito de informação de moda mais elaborada e refinada, minha dica é continue lendo tais revistas famosas. Mesmo com todas as cifras das peças de grife que são mostradas ao longo das páginas, tirar ideias de propagandas famosas e de looks granfinos é sempre bem interessante. Mais uma dica pra dona Carol: estou apaixonada pela InStyle americana (aka Estilo no Brasil), a revista consegue aliar bem moda refinada ($$$) com a moda mais acessível (fast fashions da vida), tenho certeza de que vai gostar, a revista é ótima, nunca comprei nenhuma Estilo, mas garanto que a InStyle é ótima!

      Beijos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s